Blockchain além do Bitcoin

No último século, a tecnologia vem mudando a dinâmica do mercado em uma velocidade cada vez mais rápida, forçando empresas, organizações e profissionais a se adaptarem a ambientes cada vez mais ubíquos. Cada dia existe uma tecnologia nova que impacta fortemente na rotina das pessoas comuns, e a área que possui um dos maiores impactos é a área da ciência da computação e tecnologia da informação.

Entretanto, muitas dessas tecnologias são mudanças pequenas e incrementais baseadas em tecnologias existentes. Muitas delas foram concebidas quase um século atrás e passou a impactar a economia mais recentemente, como a inteligência artificial.

Exceção à regra é o Blockchain! Esta é melhor descrita como uma meta tecnologia, uma tecnologia responsável por possibilitar outras tecnologias. Ela é a tecnologia responsável pela existência do bitcoin, uma moeda virtual. O blockchain é um banco de dados descentralizado, peer-to-peer e composta por uma rede de computadores. Especificamente para o bitcoin, ela é responsável por manter um livro-razão compartilhado, contendo todas as transações existentes desde a concepção da moeda virtual.

Mas existe aplicação de Blockchain, além de sustentar o funcionamento do Bitcoin? A tecnologia por si só é revolucionária, pois ela possibilita a existência de uma fonte única da verdade, o que garante uma forte consistência e segurança dos dados, com transparência e privacidade seletivas. A sua aplicação ao Bitcoin é um exemplo do melhor uso da tecnologia Blockchain, pois ela removeu a dependência de serviços de intermediação que, tradicionalmente, são responsáveis por garantir a consistência e segurança das transações (bancos centrais, câmaras de compensação, bancos comerciais, financeiras, etc…) e que são essenciais para a existência de uma moeda. Remover a dependência de serviços intermediários é o benefício mais claro e quantificável, pois estes serviços cobram um custo para processar e manter essas transações. O corte de custos é um benefício imediato possibilitado pela tecnologia, mas eles não param por aí.

O blockchain é uma tecnologia que pode ser aplicada em diversas áreas além da financeira. A existência de um um registro imutável confiável possibilita trazer confiabilidade de serviços como voto online, assinaturas digitais e direito de propriedade, sem a necessidade da existência de intermediários, trazendo confiança e prevenindo fraudes, corrupção e censura.

Seguem alguns exemplos de alguns serviços que se beneficiariam com essa tecnologia:

Prevenção de double-booking: possibilita a existência de um único registro de compra de uma passagem aérea, com um determinado valor para uma determinada companhia, essencial para a existência de terceiros realizar compras de uma companhia, além do aluguel de hotéis, carros etc.

Registros médicos: existe uma dificuldade se compartilhar registros médicos entre hospitais diferentes, inclusive internacionalmente. Agregando esses registros em um Blockchain facilitaria manter registros confiáveis que não podem ser adulterados.

Assistencialismo: ONGs e instituições que são responsáveis pela distribuição e uso de recursos destinados ao assistencialismo teriam registros públicos e transparentes, removendo desvio e corrupção por parte da organização e intermediários.

Serviços governamentais: toda e qualquer transação e uso de verba pública pode ser registrada e consultada a qualquer momento, dificultando desvios e corrupção.

Obviamente, a transição dos serviços atuais para o uso do Blockchain não é fácil nem imediato. A novidade, a insegurança e principalmente o lobby das entidades prestadoras de serviços de intermediação de transações pode tornar a adoção de Blockchain mais demorada. Enquanto isso, está em andamento um projeto chamado Hyperledger, o qual tem como objetivo unificar diversos Blockchains, criando uma padronização aberta para transações globais. A iniciativa é open-source e possui apoio de diversas instituições financeiras, como a J.P. Morgan e SWIFT, e empresas de tecnologia como IBM e Intel.

Assim sendo, o crescimento e sucesso do Bitcoin desempenhou um papel essencial em enaltecer a importância dessa meta tecnologia para o uso futuro em aplicações fora do mercado financeiro, possibilitando o avanço de sistemas transparentes, confiáveis e livres de gargalos.

 

Fontes:

Explaining the Blockchain’s Impact via an Infographic

Beyond Bitcoin: The blockchain revolution in financial services

9 things you need to know about Blockchain’s impact on banking jobs, by Morgan Stanley

Harvard: Como bitcoin e blockchain estão mudando o mundo

The Bitcoin and Blockchain Technology Explaine

Blockchain: o que é e como funciona

 

Por RODRIGO NONOSE

Postado em: 19 de maio de 2016

Confira outros artigos do nosso blog

PSD2: como o Open Banking foi regulamentado na Europa

20 de junho de 2018

Caue dos Santos Pereira

Smart Contracts: o que são e como funcionam?

18 de junho de 2018

Tássia Rande

O open banking é uma ameaça aos bancos?

11 de junho de 2018

Caue dos Santos Pereira

Por que o Banco Central poderá regulamentar o Open Banking no Brasil?

11 de junho de 2018

Caue dos Santos Pereira

Deixe seu comentário