Controle Orçamentário

Nos dias de hoje, com tantas incertezas em nosso país, fica muito evidente a necessidade de controlarmos cada centavo gasto e utilizarmos de total moderação em nossas ações, tudo para verificar se os recursos financeiros realmente estão sendo utilizados da melhor forma possível.

Cada vez mais as empresas estão aderindo ao processo de Controle Orçamentário, que tem ​com​o objetivo não apenas o alinhamento de todos as despesas previstas, como também, o seu efetivo acompanhamento, com o intuito maior de que o resultado financeiro seja o mais positivo possível.

O planejamento é a chave do sucesso e um dos meios mais eficazes para se alcançar maior rentabilidade. Analisar cada item, checar a real necessidade das despesas, ajustar os valores, adequar as metas da empresa, são alguns dos pontos que devem ser considerados quando se está criando um orçamento.

Normalmente, esse controle é anual, podendo ser revisto durante o período,​ mas isso pode variar ​conforme regra e necessidade de cada empresa.

O Controle Orçamentário é segregado em algumas fases:

1. Previsto: Neste momento, temos que fazer um estudo profundo de todos os gastos previstos em um determinado período de tempo. Fazer o levantamento de tudo o que pode ser gasto e quanto pode ser gasto em cada um dos itens. Uma vez procedido ao levantamento, revisado e acordado os valores, isso passa ser o norte para seus gastos.

2. Realizado: Agora é mão na massa e utilizar os valores previstos anteriormente no dia a dia; é colocar em prática o planejamento estudado e estipulado na etapa da previsão.  Agora é hora de gastar!!!! Porém, ressalte-se, uma vez mais, com base no plano elaborado, o que propiciará a realização das ações de acordo com os gastos e valores orçados no item sobre a previsão.

3. Acompanhamento: É o estudo em tempo real do orçado x realizado. Esse acompanhamento pode ser feito de duas formas, que são baseadas na análise feita antes de utilizar as despesas, permitindo ou não o gasto, tomando a decisão “on time”, ou, após a utilização da despesa,​sendo ​base para a​s​ próximas tomadas de decis​ões​.

4. Revisão: É o momento de analisar se o previsto estimado está coerente com a realidade e se será necessário um ajuste para mais ou menos, conforme necessidade e disponibilidade de verba.

A Solução de Controle Orçamentário da MATERA Systems permite o controle do orçamento da empresa para aquisições, permitindo a descentralização por departamento e o acompanhamento completo, da criação ao resultado (feito mediante comparação real x orçado).  Além disso, a Solução verifica o orçamento disponível de cada departamento para novas aquisições. Possui as seguintes funcionalidades:

  • Regras parametrizáveis para o controle orçamentário;
  • Replicação de orçamento;
  • Controle linear ou sazonal por período;
  • Controle de alçada para liberação de estouro no orçamento;
  • Controle de versões dos orçamentos;
  • Relatório de comparação entre versões;
  • Possibilidade de criação de simulações;
  • Entre outros.

Portanto, com a aplicação de princípios e procedimentos de planejamento e controle de resultados a todas as fases da operação da empresa, a Solução de Controle Orçamentário da MATERA Systems possibilitará às empresas e seus administradores a tomada de decisões que busquem corrigir falhas existentes e coordenar esforços, facilitando, assim, o alcance dos objetivos traçados.

Para maiores informações acessar o http://www.matera.com/br/solucoes/gestao-empresarial/controle-orcamentario/

 

Por KARIME DE GODOY SAAB ABRÃO

Postado em: 18 de novembro de 2015

Confira outros artigos do nosso blog

eSocial

25 de fevereiro de 2016

Karime de Godoy Saab Abrão

SPED EFD-REINF 2016 – VOCÊ ESTÁ PREPARADO ?

22 de janeiro de 2016

Ana Paula Mathias Rabelo Peixoto

O que é o Bloco K do Sped Fiscal ?

30 de dezembro de 2015

Roulien Bologni Peres

MATERA Gestão Empresarial na Nuvem

08 de outubro de 2015

Rodrigo Tronquini

Deixe seu comentário