Estimando Custos na AWS

Uma das principais considerações que devemos levar em conta antes de migrar um ambiente (ou parte dele) para a nuvem é o valor monetário a ser pago por isso. Graças ao utilitário AWS Calculator, disponibilizado pela própria Amazon gratuitamente, é possível estimar este custo antes mesmo de ter o ambiente rodando.

O passo inicial para definirmos o futuro ambiente é escolhermos a região na qual o mesmo rodará. O conceito de região nada mais é que o local onde o Datacenter da Amazon está fisicamente. Os custos e servidores irão variar de uma região para outra, bem como os serviços disponíveis. Até o presente momento (março de 2016), temos 10 regiões disponíveis e uma 11ª que só pode ser utilizada pelo governo dos Estados Unidos. No Brasil temos uma região hospedada em São Paulo, o que facilita para quem deseja taxa de latência mais baixa. Muitos optam por hospedar seu ambiente em alguma região dos EUA por conta do custo menor e também pelo fato de que nessas regiões são disponibilizadas máquinas mais modernas e poderosas.

Após decidir sobre a região, deve-se verificar quais instâncias EC2 serão utilizadas. Para tomada de decisão podemos comparar a memória RAM e o clock da CPU do hardware atual para se adequar a um dos tipos de instâncias. Todas elas, assim como suas características, estão especificadas em: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/. Também será necessário verificar o volume de armazenamento desejado para estimarmos os custos com os discos EBS (disco padrão da Amazon).

Após as considerações acima, é possível dar os primeiros passos dentro da calculadora da Amazon. O link de acesso é: http://calculator.s3.amazonaws.com/index.html

interface_aws_calculator

Vamos a um exemplo prático. Supondo que há um ambiente em São Paulo com duas máquinas:

1) 2 vCPUS com 4 Gb de Memória e 100 Gb de disco

2) 1 vCPU com 2 Gb de memória e 50Gb de disco

Verificando o link de tipos de instâncias, vemos que a instância que melhor se encaixa no perfil da máquina 1 seria a t2.medium e para a máquina 2 uma t2.small.
Na tabela Compute: Amazon EC2 Instances, clique em Add New Row. Em description seria recomendável colocar o nome ou função da máquina para posteriormente sabermos do que se trata a alocação do hardware. Na engrenagem cinza do lado de Linux on t1.micro é possível alterar o tipo de instância. Clicamos nela e alterarmos para t2.medium. Adicione mais uma máquina alterando sua instância para t2.small.

Em Storage: Amazon EBS Volumes clique em Add New Row – aqui altera-se a Description: pode ser algo como “disco da máquina x” e o volume de storage, especificando os valores que já pré-definimos (100Gb e 50 Gb).

O resultado final será:
interface_aws_final

Em Estimate your Monthly Bill é possível verificar o valor em dólares mensal que será cobradom Save and Share podemos salvar o link para consultas posteriores.

Com este artigo vimos como estimar custos de um ambiente simples na AWS. É possível estimar ambientes mais complexos também inserindo mais informações, bem como realizar estimativas com outras formas de pagamentos, o que irá alterar o custo mensal, dependendo da disponibilidade desejada das máquinas.

Por ANDERSON LIMA

Postado em: 08 de março de 2016

Confira outros artigos do nosso blog

Usando Amazon SQS como sistema de mensagens (2/2)

02 de março de 2016

Luis Sergio F. Carneiro

Cine Dojo: a mistura da MATERA de Coding Dojo, Cinema, Pipoca e TI!

04 de fevereiro de 2016

Valmir Massafera Jr

Documentação da sua Nuvem com Linha do Comando

15 de dezembro de 2015

Matias Schweizer

Usando Amazon SQS como sistema de mensagens (1/2)

19 de outubro de 2015

Luis Sergio F. Carneiro

Deixe seu comentário