Gente em Ação participa do Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial

O tema do grupo de estudos foi sobre o “Desafio da Gestão do Tempo, inclusive do voluntariado”. Aqui compartilho um pouco dessa experiência com vocês!

Por TAMIRIS FERNANDA CELLA

 

Desde que iniciamos na Rede de Investidores Sociais do Interior Paulista, estamos expandindo também a nossa rede de relacionamento e de conhecimento, e ontem foi dia de aprender um pouco mais sobre “O desafio da Gestão do Tempo, inclusive do voluntariado”, no Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial de São Paulo. Além da Matera também estavam presentes a Educar DPaschoal, Nestlé, Sanasa, Siemens, Hospital do Câncer de Barretos, Novartis, V2V, Copel entre outras.

 

O estudo foi enriquecedor não apenas para o mundo corporativo, mas para a vida! Aprendemos um pouco com Tieme Yamashita a “japonesa brasileira” (como ela se refere), sobre filosofia Mottainai, que corresponde em eliminar desperdícios. E compartilhando um pouco com vocês, existem três passos:

 

1º Dar Valor: Todos os recursos que temos existe um valor, mas aqui ela expressa não apenas um valor em dinheiro, mas sim o grau de importância que ele representa.

2º Reconhecer a cadeia: os recursos que temos, foi através do trabalho de milhares pessoas até chegar a nós.

3º Gratidão: privilégio por ter acesso ao recurso naquele momento. Mas demonstrar a gratidão de forma concreta, honrando a oportunidade de ter o recurso.

 

Sempre temos na ponta da língua respostas para convites acerca do voluntariado, que é “Não tenho tempo.” Tieme costuma dizer que, “tudo o que você não tem, é porque você desperdiça”. Isso se aplica em sua vida? Na minha e da Denise, perfeitamente. Precisamos nos planejar, nos organizar, e de repente até mesmo fazer o exercício sugerido por ela: anote tudo o que você fez durante o dia, liste então o que agrega, o que não agrega, e o que não agrega mas você tem que fazer”, e com os resultados, trabalhe para eliminar aquilo que não agrega, e verás que terás mais tempo.

 

Outro aspecto interessante foi trazido por Márcio Zeppelini, comunicador, palestrante motivacional, empresário e empreendedor social, “Se não vivermos o presente que nos é dado, estamos desperdiçando tempo, e tempo é vida.” Ele também nos provocou com a “teoria da ilha”: imagine que exista uma ilha só para você, ela é sua, lá você é soberano, faz o que gosta, tem dinheiro, está apenas com pessoas que você gosta. Traga para sua realidade, fazendo as seguintes perguntas: 1ª eu estaria fazendo esta atividade na ilha? Se a resposta for sim, ok, continue fazendo a atividade; se for não, repense sobre ela. 2ª Esta atividade te leva para ilha? Ou seja, ela traz algum tipo de retorno para você? 3ª Tem como terceirizar a atividade? Se tiver, veja que também terás mais tempo.

 

Poderíamos repassar todo o estudo aqui, mas o post ficaria ainda maior, mas em suma precisamos pensar, planejar e utilizar o tempo da melhor maneira possível, para não nos frustramos, e então fazer realmente a vida valer a pena. Todos nós temos as mesmas 24 horas, mas a forma que conduzo é que vai me levar a realizar sonhos, conquistar metas, traçar objetivos, driblar as rotinas e administrar as tarefas.

 

Por TAMIRIS FERNANDA CELLA

Jornalista e pós graduada em Serviço Social e Gestão de Projetos Sociais. Materana desde 2011 e aproveitando a oportunidade de exercer o voluntariado por meio da Responsabilidade Social e Sustentabilidade, através do Projeto Gente em Ação.

Postado em: 11 de junho de 2018

Confira outros artigos do nosso blog

Como iniciar projetos de Responsabilidade Social na sua empresa

08 de outubro de 2018

Silvia Zulin

Agosto: um mês de muita solidariedade na Matera

31 de agosto de 2018

Tamiris Fernanda Cella

Sustentabilidade e seus aspectos multiformes

07 de junho de 2018

Tamiris Fernanda Cella

Agora temos Indicadores de Responsabilidade Social e Sustentabilidade!

28 de maio de 2018

Silvia Zulin

Deixe seu comentário