Gestão à Vista – dos medidores aos resultados

Exemplo de medidor de Gestão à Vista
Exemplo de medidor de Gestão à Vista
Exemplo de medidor de Gestão à Vista

 

 

 

 

 

 

Qual tem sido a nossa produtividade?

Estamos melhorando a nossa qualidade ao longo do tempo?

Quanto trabalho entregamos de fato?

Essas e outras perguntas podem ser difíceis de responder se não houver um medidor objetivo de produtividade, mas isso geralmente não é o suficiente. Um medidor apenas de nível gerencial pode gerar mais antipatia do que a busca efetiva pelo resultado almejado. Além da objetividade, um medidor precisa ter um significado compreendido e compartilhado com o time. Esse é um dos vários pontos que a disciplina Gestão à Vista trata para engajar o time na busca dos objetivos da empresa.

A Gestão à Vista já é utilizada há muito tempo no meio corporativo. O bom e velho Kanban, ferramenta simples e eficaz que compunha o Sistema Toyota de Gestão, é um bom exemplo. E ele continua com grande evidência nas práticas atuais de gestão como as diversas correntes do Manifesto Ágil, nas quais as equipes se auto-gerenciam.

Em junho/2016 a MATERA colocou essa disciplina em prática para promover maior transparência sobre o volume de trabalho dos times, promover sinergia, sentimentos de orgulho e engajamento. Temos a felicidade de compartilhar que os resultados superaram as expectativas mais otimistas. Em 1 semana todos os medidores melhoraram em média 10%. Isso aconteceu de novo na semana seguinte, e para alguns times se repetiu na 3a e 4a semanas.

É como se de uma hora pra outra a empresa dissesse o que é mais importante para as equipes. Na verdade é realmente isso que acontece quando se coloca um medidor em evidência. Aproveitando da autonomia que a empresa lhes concede, as equipes se reorganizaram, dividiram responsabilidades e passaram a concentrar toda sua energia, esforços, cooperação e criatividade num sentido: melhorar o medidor !

A ideia é construir um dashboard para cada equipe com diversos medidores que possam mostrar informações relevantes quanto a produtividade, qualidade e carga de trabalho  sobre cada time.

A adoção da Gestão à Vista requer alguns cuidados importantes: treinar os líderes das equipes para que possam colaborar na busca dos resultados; definir medidores compreensíveis, mensuráveis, objetivos e atualizáveis quase que em tempo real; envolver e ouvir as pessoas relacionadas ao medidor. A cooperação mútua somada à confiança e autonomia nos parecem ser os principais fundamentos para o sucesso da adoção dessa disciplina.

Links Externos

[1] Gestão à Vista

[2] Dashboard

[3] Kanban

[4] Manifesto Ágil

[5] Sistema Toyota de Produção

Por EMILSON MARGOTO

Postado em: 21 de setembro de 2016

Confira outros artigos do nosso blog

MATERA patrocina Software Experience 2017

05 de outubro de 2017

Caue dos Santos Pereira

Nova diretoria de Inovação e Negócios da MATERA busca parcerias

20 de abril de 2017

Vania Hoshii

Retrospectivas Bombásticas – Keep Talking and Nobody Explodes

17 de março de 2017

Bruno Gonçalves Zanutto

[Webinar] Desenvolvendo soluções completas em pouco tempo

19 de janeiro de 2017

Eduardo Pedroso

Deixe seu comentário