Meteor – Uma plataforma de aplicativos em JavaScript

O Meteor é uma plataforma de código fonte aberto que permite a construção de aplicações web e móveis utilizando apenas JavaScript. Seu principal objetivo é simplificar o trabalho dos desenvolvedores na construção de aplicações reativas.

Principais características

Ele é um framework CoC (Convention Over Configuration). A plataforma foi pensada para ser simples, tão simples ao ponto de não serem mais necessários nem mesmo os costumeiros arquivos de configuração e build do frontend.

A construção do código é feita por convenções:

  • Se você tiver um arquivo com extensão .jsx ele irá compilar para JavaScript;
  • Se você tiver um arquivo com extensão .less ele irá compilar para css;
  • Se você tiver um arquivo com extensão .coffee ele irá compilar para JavaScript;
  • Se você tiver um arquivo com extensão .es5.js ele irá compilar para JavaScript ES5.

Trafego de dados: O Meteor não trafega HTML através da rede. O servidor envia dados e permite que o cliente renderize.

Uma linguagem: Meteor permite que você escreva o código cliente e servidor de seu aplicativo em JavaScript.

Acesso a dados: Você pode usar os mesmos métodos do cliente para acessar seu banco de dados no servidor.

Compensação de latência: No cliente, Meteor antecipa a busca de dados e simula modelos parecendo que as chamadas ao servidor retornaram instantaneamente.

Completamente reativo: No Meteor, as coisas acontecem em tempo “real” por padrão. Todas as camadas, desde o banco de dados até a de modelo, atualizam-se automaticamente quando necessário.

Vasto ecossistema: Meteor é uma plataforma de código aberto e integrasse com outras ferramentas de código aberto e estruturas existentes.

Simplicidade implica produtividade: O Meteor possui um conjunto de APIs simples e facéis de se usar.

Hospedagem: As aplicações desenvolvidas com a plataforma podem rodar em qualquer infraestrutura na nuvem que suporte NodeJS. Aplicações pequenas, como protótipos e validações podem ser facilmente implantadas através de um processo de deploy simplificado. É possível realizar a implantação em plataformas já conhecidas como Heroku e AWS

Conclusão

Atualmente o JavaScript tem se consolidado como uma ótima opção para o desenvolvimento aplicações também do lado servidor. A idéia é manter a mesma linguagem de programação no frontend e backend. Além disto, tal abordagem tem se tornado cada vez mais bem aceita pela comunidade. Com isso diversos frameworks têm surgido com o passar do tempo, e o Meteor é uma opção a ser considerada se tratando de usar JavaScript do lado do servidor.

Mais detalhes podem ser encontrados na página oficial do projeto Meteor.

Links Externos

Por ALEXIS BARBIERI SAAVEDRA

Postado em: 04 de setembro de 2015

Confira outros artigos do nosso blog

REST não é JSON

21 de agosto de 2017

Bruno Sofiato

[Webinar] Profile de aplicações Java com Oracle Mission Control e Flight Recorder

24 de julho de 2017

Danival Calegari

Criando Mocks de serviços REST com SoapUI

27 de junho de 2017

Monise Costa

JavaScript 6: diferença entre var, let e const

09 de maio de 2017

Otávio Felipe do Prado

Deixe seu comentário