O que é um front-end developer?

 

É muito comum hoje em dia confundir o papel do front-end developer com o de um WEB designer, e ambos são funções distintas. Podemos dizer que o front-end developer dá vida ao trabalho de um WEB designer, e sua missão é projetar, construir e otimizar interfaces de projetos WEB.

 

Dentre suas muitas responsabilidades, além da parceria com o time de design e os back-end developers – para a integração do sistema – o profissional deverá:

 

  • Trabalhar junto à equipe de design para criar a melhor experiência possível;
  • Desenvolver código limpo e bem documentado;
  • Seguir os WEB standards;
  • Se preocupar com a performance no client-side;
  • Aplicar técnicas de SEO;
  • Dar suporte à todos os navegadores e dispositivos que o cliente necessitar.

 

Qual a importância de um front-end developer?

Com o passar dos anos, as aplicações WEB deixaram de ser páginas simples e vem ganhando grande complexidade. Hoje, temos muitos serviços que possuem interfaces avançadas, com requisições assíncronas, animações, design responsivo, etc.
Por isso é cada vez mais necessário um profissional mais qualificado, que vai muito mais além de recortar templates e montar HTMLs, o profissional precisa saber construir grandes aplicações, saber programar e ter uma boa noção de tudo que acontece no stack do navegador até o servidor.

 

O que um front-end developer precisa saber?

O mundo dos desenvolvedores WEB está cada vez mais fantástico. A cada dia vem surgindo ferramentas e bibliotecas que facilitam o trabalho do desenvolvedor, essas ferramentas nos ajudam a otimizar e automatizar processos, documentar, testar, mantendo um código coerente e limpo.

 

A grande dúvida surge quando deve-se definir os limites de atuação entre o front-end developer e back-end developer, quais são as tecnologias comuns entre eles e quais são as mais prioritárias.

 

Para facilitar o entendimento, veja o diagrama(*) abaixo, que ilustra os conhecimentos de um front-end developer por prioridades – Obrigatórios, Esperados e Opcionais -, quais tecnologias devem ser conhecidas entre ambos desenvolvedores e quais tecnologias são de responsabilidade dos back-end developers.

 

fronteiras-front-end_vs_back-end

(*) O diagrama foi construído levando em consideração experiências adquiridas em projetos desenvolvidos aqui na MATERA, portanto a prioridade de conhecimento, bibliotecas, frameworks e tecnologias podem variar de acordo com a comunidade e/ou projeto.

 

Autores:
Thiago Moura (Desenvolvedor front-end – Matera)
Marco Teixeira (Desenvolvedor front-end – Matera)
André Reis (Arquiteto de Software – Matera)

Por ANDRÉ AILTON DOS REIS

Arquiteto de Software, lidando com bits e bytes desde 1990. Músico, fotógrafo e aquarista nas horas vagas.

Postado em: 04 de fevereiro de 2016

Confira outros artigos do nosso blog

Como customizar o response da API Rest do WordPress com informações específicas?

23 de julho de 2018

Marcelo Marcelino do Nascimento

A importância de uma boa documentação em projetos de sucesso

06 de julho de 2018

Marcelo Marcelino do Nascimento

Variáveis nativas no CSS: elas existem?

14 de maio de 2018

Patrícia Gomes dos Santos Silva

How-to: Conhecendo o SASS

07 de maio de 2018

Bruno Carvalho

Deixe seu comentário