Outubro Rosa e a importância da saúde da mulher

Não importa a rotina que você MULHER leva, mas não dá para negar: é sempre agitada! Não importa se você MULHER trabalha fora, trabalha em casa, tem filhos, é casada, solteira etc. Sabe o que importa? É você MULHER, estar com a saúde em dia, assim como todos os seus afazeres, que você vive correndo contra o relógio para dar conta de deixá-los certinhos e chegar ao final do dia ou noite, conseguir dormir tranquilamente, mesmo que forem poucas horas até recomeçar tudo de novo!

Você MULHER, independente de qualquer “correria”, precisa dar aquela parada para cuidar de você, e para isso, é preciso remanejar a sua agenda, desmarcar alguns compromissos, e se consultar com um médico. Precisa colocar a “sua casa” em ordem, precisa sim fazer aquele check-up que há tempos vem falando, comentando com as amigas.

Você MULHER, carrega um misto de hormônios, que ao longo da vida podem se desorganizar, e somente um profissional da saúde para ajudá-la, pois você MULHER, EU MULHER, costumamos ter muitos “achismos”, somos seguras com o nosso “sexto sentido”, mas no fundo sabemos como deve ser feito, qual o caminho e direção precisamos tomar, apenas não fazemos, e isso precisa mudar dentro de nós, sim, também sabemos disso!

Outubro está aí, repleto de tons de rosa para simplesmente nos lembrar sobre o cuidado que devemos ter com a nossa saúde, com as maneiras de nos prevenirmos de doenças, como o câncer de mama que, se diagnosticado precocemente, existe possibilidade de cura.

Este é um assunto bastante delicado, mas vamos lá! Bora marcar as consultas? Fazer sempre o autoexame? Não necessariamente precisa ser neste mês de outubro, pois vale para os doze meses do ano, essa época foi um movimento criado há mais de vinte anos, que iniciou nos Estados Unidos, para darmos uma atenção especial a respeito deste assunto, que ganhou repercussão no mundo todo. 

Palavra de quem é especialista no assunto! 

Por: Dr. Leonardo Liporone Baruki,  Mastologia, Ginecologia e Obstetrícia.

 “Em 2016 foram diagnosticados cerca de 58 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. É uma doença para a qual ainda não existe uma prevenção tão eficaz como por exemplo existe para o câncer de colo uterino. Mas a chave para o sucesso no tratamento do câncer de mama é sua detecção precoce, visto que geralmente é uma doença de evolução lenta. Quando diagnosticado precocemente tem cura em quase todos os casos; é ai que entra a importância do auto exame, do exame clínico feito por médico (ginecologista ou mastologista), e principalmente dos exames de imagem (mamografia e ultrassonografia). Com isso podemos detectar o câncer de mama em seu estágio inicial, o que torna o seu tratamento mais simples e mais resolutivo.

O tratamento geralmente se dá com uma equipe multidisciplinar, da qual fazem parte o mastologista, o oncologista, o radioterapeuta e o cirurgião plástico (quando necessário). Além destes, o acompanhamento psicológico e nutricional trazem ótimos resultados. É fundamental que a paciente tenha confiança na equipe que a tratará; geralmente, como o tratamento começa pela cirurgia, o mastologista será o primeiro profissional a ser procurado, e ele indicará os outros profissionais de sua confiança.

Sem dúvida o outubro rosa é uma iniciativa muito importante, pois levanta a discussão sobre o câncer de mama e estimula as mulheres a fazerem seus exames de rotina mamários.”  

———————————————————————————————————————-

 Sou Mulher, sou Guerreira !

“Olá! Meu nome é Fernanda, tenho 60 anos.

Em 2014 fui diagnosticada com câncer de mama. O sintoma foi um caroço indolor na mama direita, e por não doer, eu não dei a devida atenção. Eu deixei isso, fui adiando para fazer meus exames, e fui um ano após o aparecimento desse caroço. E no exame foi diagnosticado câncer, e ainda fui somente porque estava bem visível o caroço, porque a gente sempre pensa ‘com a gente nunca vai acontecer’.

Eu fiz 8 sessões de quimioterapia, 36 sessões de radioterapia, e 17 sessões de vacina, então senti todos aqueles sintomas da quimio, caiu o cabelo, e isso acaba com a auto estima da mulher, mas graças a Deus não cheguei a passar tão mal, porque tem pessoas que têm sintomas excessivos, claro fiquei debilitada, fui emagrecendo, mas nada que fosse mais grave. Mas claro que, conforme a minha fé em Deus, me ajudou muito, e como eu frequento uma igreja, na época também, e na palavra veio que não seria para a morte, então eu fui confiando na Palavra de Deus, e aquilo foi me dando forças para superar, para passar todo aquele processo.

Então a mensagem que eu quero deixar para vocês, é que não deixem de fazer o autoexame,e por menor que seja o caroço vá ao médico, faça os exames. Nós temos o pensamento de que não vai acontecer com a gente, mas pode acontecer sim, então a prevenção é um dos quesitos indispensáveis. E caso seja diagnosticada, não perca as esperanças. “ Fernanda Pinheiro, Campinas.

autoexame_mama

 Referências:

Fenae:

http://www.fenae.org.br/portal/fenae-portal/noticias/fenae-abraca-outubro-rosa-no-mes-da-prevencao-do-cancer-de-mama.htm

Outubro Rosa

http://outubrorosa.org.br/

Instituto Nacional do Câncer

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/inca/portal/home

Acesso em 04/10/2017

 

Por TAMIRIS FERNANDA CELLA

Jornalista e pós graduada em Serviço Social e Gestão de Projetos Sociais. Materana desde 2011 e aproveitando a oportunidade de exercer o voluntariado por meio da Responsabilidade Social e Sustentabilidade, através do Projeto Gente em Ação.

Postado em: 10 de outubro de 2017

Confira outros artigos do nosso blog

Gente em Ação participa do Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial

11 de junho de 2018

Tamiris Fernanda Cella

Sustentabilidade e seus aspectos multiformes

07 de junho de 2018

Tamiris Fernanda Cella

Agora temos Indicadores de Responsabilidade Social e Sustentabilidade!

28 de maio de 2018

Silvia Zulin

Consciência Ambiental: juntos preservamos a natureza e minimizamos impactos

23 de maio de 2018

Tamiris Fernanda Cella

Deixe seu comentário