Prato de hoje: Retrospectiva

Uma boa prática para cerimônias de retrospectiva é reunir o time fora do ambiente de trabalho. Neste post, vou contar a experiência arriscada (pessoas armadas com facas) de fazer uma retrospectiva durante o almoço!

Antes de começar, o contexto em que nos encontrávamos era o seguinte: um time formado por oito pessoas, sendo eu o scrum master, um product owner e seis desenvolvedores. O local escolhido foi um restaurante self-service e cada um levou sua caneta e um bloco de papel (post-it)Para evitar a curiosidade ou interrupções, avisei ao garçom que tratava-se de um “almoço de trabalho”.

Quebra-Gelo

Adivinhar o peso do prato! Cada participante anotou no papel, o peso estimado (em gramas) para seu prato. Nos servimos e na volta para a mesa, o pessoal já começou a comparar e ver quem tinha estimado melhor. Duas pessoas erraram por dez gramas!

Prato Principal

Comer! Pelo menos até que cada um estivesse na metade do prato, eu achei melhor não falar nada. Deixei livre e o pessoal comia em silêncio. Estavam com fome. 😛
A comida era muito boa. Aproveitei a sensação gostosa de estar se alimentando e disse:

“Tá boa a comida né? Gostosa. Anotem em um post-it qual a coisa mais gostosa que aconteceu na sprint. Cite algo da sprint que lhe trouxe essa satisfação como agora… algo que te deixou contente!”

O pessoal foi terminando de comer e anotando. Quando todos terminaram o prato principal, reuni os post-its e fiz a seguinte dinâmica:

“Eu vou ler um post-it e você deve apontar para a pessoa que você acha que escreveu.”

E assim seguimos lendo fatos positivos e o pessoal apontando para os colegas, tentando adivinhar o autor. Conforme os autores iam sendo revelado, os mesmos faziam algum comentário. Identificamos aí pontos do continuar a fazer e também apareceram reconhecimentos e agradecimentos.

Sobremesa

Ao pegarmos a sobremesa, voltamos para a mesa e perguntei:

Se houvesse uma única coisa para desaparecer na próxima Sprint, a pior coisa que aconteceu. Um problema que você nunca mais gostaria de passar mas que aconteceu nos últimos dias. O que você gostaria de resolver? Escrevem em um post-it.

Filtragem

Qual o item mais crítico? Qual o pior problema que tivemos? É este que queremos resolver! Escolhi aleatoriamente um item e li em voz alta.

 Se você acha que o “seu problema” (que você escreveu) é menos prioritário em relação ao que foi lido, comente sobre seu item e descarte.

Repetimos o ciclo até ler todos os cartões, no final sobraram só dois. Ou seja, duas coisas haviam divergência sobre o que seria “o pior problema”, então atacamos os dois!

Seguimos com uma boa conversa, regada a suco e refrigerante. Identificamos a causa raiz dos problemas, falamos sobre o que poderíamos parar de fazer ou começar a fazer, chegamos em alguns “To-Do’s“. Ao final, cada participante atribuiu uma “nota para a retrospectiva” (de 0 a 5). Todos classificaram como uma excelente retrospectiva, nota 5!

Retro

Figura 1 – Retrospectiva durante o almoço

Caso você quiser tentar algo parecido, sugiro fazer com um time entrosado e em uma sprint de sucesso, tranquila, sem grande problemas. Converse antes com o time sobre sua ideia, algumas pessoas não gostam de almoçar em grupo nem comentar sobre o trabalho durante as refeições. Não custa experimentar!

REFERÊNCIAS e LINKS EXTERNOS

[1] http://agile.pub/facilitacao/retrospectiva-no-almoco-uma-experiencia-diferente/

Por ANDRÉ SUMAN

Computeiro, mágico, sanfoneiro, motorista pós-balada, cantador de bingo... entre outras atribuições.

Postado em: 02 de fevereiro de 2017

Confira outros artigos do nosso blog

MATERA patrocina Software Experience 2017

05 de outubro de 2017

Caue dos Santos Pereira

Nova diretoria de Inovação e Negócios da MATERA busca parcerias

20 de abril de 2017

Vania Hoshii

Retrospectivas Bombásticas – Keep Talking and Nobody Explodes

17 de março de 2017

Bruno Gonçalves Zanutto

Lean Startup e Design Thinking juntos. E porquê não?

31 de janeiro de 2017

Giuliano Avila

Deixe seu comentário