Primeiros passos antes de uma startup de hardware

Vivemos uma era de grandes mudanças, onde a sociedade se adapta rapidamente às inovações que surgem no mercado a cada dia. É por que isso ouvimos diversos termos, tal como Internet das Coisas.

A Internet das Coisas(do Inglês: Internet of Things ou simplesmente IOT) é um dos principais assuntos do momento, ela é também a grande propulsora para desenvolvimento de novas tecnologias. Normalmente ela é aplicada para resolver diferentes problemas ou simplesmente melhorar a eficiência de algo.

Geralmente esses projetos de IOT surgem através de startups de hardware, com pequenos ou até enormes dispositivos, desde os mais simples até os mais complexos. No mercado já encontramos muitos desses dispositivos a venda, por exemplo, no site iotlist.co é possível encontrar diversos dispositivos com diferentes utilidades, quem sabe vendo e analisando um desses dispositivos você tenha uma ideia e possa começar com sua startup de hardware.

Mas como começar?
É claro que a primeira coisa é ter uma ideia e depois tentar prototipar para avaliar a viabilidade de sua solução. Avaliar pontos fortes, pontos fracos e também analisar cada um dos benefícios e impactos que sua solução pode oferecer.

Após a fase da ideia, temos algumas alternativas para começar com uma prototipação, uma delas é com o Arduino pois ele é uma plataforma de prototipagem eletrônica bastante simples e com ele você poderá criar sistemas de hardware interativos. Além disso sua grande vantagem é que o Arduino possui baixo custo e sua plataforma é open source.

arduinoImagem 1 – Arduino

Outra possibilidade é usando um Raspberry PI, esse já é um computador de pequeno porte porém muito potente se comparado ao Arduino. Com ele pode-se rodar aplicações mais robustas e até criar integrações mais elaboradas com outros diferentes equipamentos de hardware.

raspberry piImagem 2 – Raspberry PI

Caso se aplique em sua solução proposta, o uso de diferentes sensores pode lhe ajudar a coletar dados para que seu hardware faça uso e transforme esses dados em informações úteis. Para isso, temos muitos sensores disponíveis tais como de: luz, temperatura, obstáculo, etc.

Já se você prefere não se arriscar gastando com um hardware como: Arduino, Raspberry PI, você também poderá prototipar usando ferramentas do tipo SaaS(Software as a Service) tal como o 123D Circuits – Autodesk que possui um serviço online gratuito que permite o usuário fazer protótipos e também testar seu hardware. Nessa ferramenta é possível até utilizar um Arduíno, protoboard, sensores, etc. Isso facilitará o trabalho de quem quer começar a prototipar sem ter custo com hardwares, pois este sofware simula o hardware virtualmente.

Nesse post falamos sobre os primeiros passos antes iniciar uma startup de hardware, abordamos de forma breve dois passos: ideia e prototipação, no próximo post falaremos de como divulgar sua solução e até produzir em grande escala.

LINKS EXTERNOS

http://iotlist.co/
https://123d.circuits.io/

IMAGENS

Imagem 1 – Arduino / Shutterstock.com
Imagem 2 – Raspberry PI / Shutterstock.com

Por THIAGO TEIXEIRA

Postado em: 30 de outubro de 2015

Confira outros artigos do nosso blog

MATERA patrocina Software Experience 2017

05 de outubro de 2017

Caue dos Santos Pereira

Nova diretoria de Inovação e Negócios da MATERA busca parcerias

20 de abril de 2017

Vania Hoshii

Retrospectivas Bombásticas – Keep Talking and Nobody Explodes

17 de março de 2017

Bruno Gonçalves Zanutto

[Webinar] Desenvolvendo soluções completas em pouco tempo

19 de janeiro de 2017

Eduardo Pedroso

Deixe seu comentário