SPRING MVC COM ANNOTATIONS

Olá galera, tudo bem?

Em meu último Post expliquei como configurar o contexto Spring Framework utilizando apenas anotações.

No exemplo apresentado, abordei uma forma de inicialização do contexto utilizando o método main. Este tipo de abordagem é valido para configuração do Spring em aplicações Java desktop. Porém hoje sabemos que a maioria das aplicações desenvolvidas em Java é Web.

Se sua pergunta foi: Posso eliminar a configuração do contexto em formato de arquivo xml em uma aplicação Java Web também? A resposta é sim. E neste post vou explicar como fazer.

A configuração inicial do contexto neste cenário continua exatamente conforme exemplificado post anterior, portanto, não entrarei em detalhes sobre como fazer isso. Porém, mudará a forma de inicialização.

Para aplicações Java Desktop, sabemos que a inicialização fica a cargo do método main. Já para aplicações Java Web, isto deve ser feito pelo Web Descriptor (web.xml).

O primeiro passo é abrir o web.xml e encontrar a declaração do DispatcherServlet do Spring.  Nele, devemos dizer ao Spring que nosso contexto será configurado utilizando anotações e qual classe Java corresponde ao contexto.

<servlet>
    <servlet-name>dispatcher</servlet-name>
    <servlet-class>org.springframework.web.servlet.DispatcherServlet</servlet-class>
    <init-param>
        <param-name>contextClass</param-name>
        <param-value>
             org.springframework.web.context.support.AnnotationConfigWebApplicationContext
        </param-value>
    </init-param>
    <init-param>
        <param-name>contextConfigLocation</param-name>
	<param-value>
             br.springannotations.context.Config
        </param-value>
    </init-param>
</servlet>

Feito isso precisamos dizer ao Spring como encontrar nossas páginas. Para isso criaremos um Bean em nosso contexto para a classe InternalResourceViewResolver.

@Bean
public InternalResourceViewResolver internalResourceViewResolver() {
  InternalResourceViewResolver resolver = new InternalResourceViewResolver();
  resolver.setPrefix("/WEB-INF/views/");
  resolver.setSuffix(".jsp");
  return resolver;
}

Concluindo  a etapa de configuração, precisamos habilitar o Spring MVC em nosso projeto. Para isso vamos adicionar mais uma anotação em nossa classe de contexto.

@EnableWebMvc

Com isso finalizamos a parte de configuração da aplicação.  Simples não?

Fico por aqui e estou compartilhando o link do projeto no GitHub caso queiram ver mais detalhes.

Até a próxima.

Dependências:

 

 

Por FERNANDO GODOI

Entusiasta Java, Professor universitário e apaixonado por música.

Postado em: 18 de março de 2016

Confira outros artigos do nosso blog

Inteligência Artificial: uma introdução ao Deep Learning

11 de setembro de 2018

Guilherme Moraes Armigliatto

Implementando Circuit Breaker com Spring Cloud Netflix

25 de julho de 2018

Jamila Peripolli Souza

Balanceamento de carga em microsserviços com Spring Cloud Netflix

13 de julho de 2018

Jamila Peripolli Souza

Quais os benefícios da arquitetura REST?

26 de junho de 2018

Henrique Lacerda

Deixe seu comentário