Image without alt
Voltar para todos os posts

A melhor maneira de montar o seu próprio banco

5 of dezembro of 2023

Descubra por que investir em Banking as a Service é a melhor maneira de montar o seu próprio banco!

por matera

Compartilhar

Image without alt

Com a tecnologia avançando a passos largos, termos como "As a Service" têm ganhado cada vez mais relevância. Mas o que exatamente isso significa e como pode impactar não apenas o setor de tecnologia, mas também os serviços financeiros? Vamos descobrir por que investir em uma solução de BaaS (Banking as a Service) é a melhor maneira para ter seu próprio banco de forma descomplicada e eficiente.

Você sabe o que é “As a Service”?

Provavelmente, você já deve ter lido ou ouvido alguém falar esse termo.  "As a Service" refere-se à entrega de serviços pela nuvem, onde o acesso substitui a posse. É um modelo que transforma a oferta de produtos em serviços, possibilitando que usuários utilizem e paguem por serviços específicos sem a necessidade de possuir a infraestrutura. 

A possibilidade de ter seu próprio banco

O fenômeno do Embedded Finance permitiu que empresas de diversos segmentos integrassem serviços financeiros aos seus negócios.. O BaaS, ou Banking as a Service, é uma alternativa interessante do modelo "As a Service". Imagine ter seu “próprio banco”, com sua marca e modelo de negócio, sem a necessidade de se tornar uma instituição bancária. Isso é exatamente o que o BaaS possibilita. 

Por que Investir em BaaS?

Com a evolução da economia, o mercado financeiro está se movimentando cada vez mais para embarcar no mercado de produtos e serviços financeiros. A grande tendência é oferecer aos clientes das instituições o seu próprio ecossistema de produtos e serviços financeiros, dispensando os intermediários e rentabilizando uma cadeia de valor já consolidada. 

Então, eu vou ser um banco?

Não! O BaaS possibilita um leque de funcionalidades, como abertura de conta, Cash In/Out via Pix, pagamento de contas, saldo e extrato, cartão de débito/pré-pago, emissão de boleto e Pix. Essas funcionalidades já estão integradas às regulamentações vigentes e baseadas em inovação e experiência do usuário. 

A verdade é que as vantagens desse modelo de negócio está para além da nova fonte de receita, como:

  1. Expansão do Portfólio: Ao adotar o BaaS, qualquer empresa pode ampliar seu portfólio com serviços financeiros, atraindo novos clientes e aprimorando o relacionamento com os existentes.
  2. Pagamentos Simplificados: Com funcionalidades como pagamento de contas, transferências, dentre outros, o BaaS simplifica as operações financeiras, proporcionando conveniência aos usuários.
  3. Agilidade na Implementação: Esqueça a complexidade de criar um banco do zero. O BaaS permite que sua empresa ofereça produtos e serviços financeiros de forma acelerada, em função da rápida implementação.
  4. Redução de Custos: O modelo BaaS é mais econômico, uma vez que não há a necessidade de montar a própria estrutura tecnológica e de back-office do zero.
  5. Experiência Personalizada: O BaaS permite personalizar serviços financeiros de acordo com as necessidades dos clientes. 
  6. Segurança e Confiabilidade: O BaaS garante segurança, confidencialidade e integridade por meio de recursos tecnológicos avançados, como criptografia. Processos são executados ininterruptamente, proporcionando uma experiência confiável.

Como o BaaS funciona na prática?

No BaaS, a empresa se “conecta” a uma instituição que já oferece produtos e serviços financeiros e, por meio dessa conexão (por integração via APIs), consegue agregar os mesmos ao seu portfólio. Por se tratar de um modelo white label, significa que as empresas que o utilizam podem estampar suas marcas em todos os serviços e produtos financeiros, melhorando a experiência dos seus clientes.

Ou seja, o cliente não vê a marca do fornecedor do BaaS, mas apenas a marca contratante do sistema.

O avanço do BaaS na América Latina

Na América Latina, o BaaS tem se destacado, impulsionado pelo aumento no número de usuários de bancos digitais e pelo crescimento expressivo de players de bancos digitais na região. O mercado de Banking as a Service deve atingir US$11,34 bilhões até 2030, com uma taxa de crescimento anual (CAGR) de 17,1% entre 2021 e 2030, de acordo com o The Latam Tech Report produzido pela Latitud.

Outro dado da pesquisa da EY mostrou que 68% dos consumidores estão dispostos a considerar produtos e serviços financeiros oferecidos por empresas não financeiras. No Brasil, especificamente, o BaaS já é uma realidade avançada, com empresas líderes em diversos setores adotando essa inovação.

Seu Banco, Suas Regras!

Oferecer produtos e serviços financeiros não é mais exclusividade de grandes instituições. Com o BaaS, qualquer empresa pode trilhar o caminho da inovação e aproveitar os benefícios desse modelo de negócio.

E o melhor, você não precisa se preocupar com gestão de contas, auditoria, onboarding, relacionamento com o Banco Central e conformidade com regulatórios, pois isso fica a cargo da fornecedora do BaaS, como a Matera. Você, empresa, pode focar em oferecer a melhor experiência aos seus clientes.

“No BaaS, você pode montar a sua fintech em tempo recorde, com investimento reduzido e mantendo a possibilidade de migrar seus clientes para o modelo de fintech própria assim que desejar. É a opção ideal para os executivos que precisam entregar resultados em poucas semanas” - Diogo Meirelles, Diretor Executivo da Matera.

Saia na frente da concorrência e conheça o Embedded Finance Matera