Image without alt
Voltar para todos os posts

Transforme seu PDV em uma fintech e conte com transações Pix mais seguras

28 of novembro of 2022

Mesmo após dois anos de seu lançamento, o Pix continua se destacando entre os meios de pagamento. Relatórios mais recentes do Banco Central indicam o favoritismo da população e isso está muito atrelado a maneira que é oferecido, como por exemplo, atrelado a descontos quando escolhido como forma de pagamento. O padrão de consumo vem mudando com o passar do tempo e, se o lojista não se adapta ele acaba ficando para trás comparado com outros concorrentes do mercado.

por matera

Compartilhar

Image without alt

Com a evolução do Pix novos benefícios aparecem, mas também novas preocupações. É comum encontrarmos estabelecimentos que disponibilizam flyers e adesivos incentivando o pagamento com o Pix, mas também encontramos estabelecimentos que ainda não aceitam o meio de pagamento. Isso acontece por diversos motivos: o medo da falta de controle dos pagamentos e principalmente golpes são os principais deles. 

É importante ressaltar que existem lojistas que, apesar de aceitarem o meio de pagamento, não contam com uma experiência otimizada e segura para eles mesmos. Mas o que isso significa? Imagine o seguinte cenário: João é proprietário de franquias de loja de conveniência e passou a disponibilizar o número da sua chave Pix como meio de pagamento. A cada pagamento recebido precisa conferir manualmente se o valor foi depositado na sua conta, seja abrindo seu próprio aplicativo do banco ou pedindo pro comprador mostrar o comprovante de pagamento gerado. Um certo dia, João fez uma venda de alto valor em uma das unidades e não teve tempo de conferir manualmente o extrato da sua conta, mas checou rapidamente o comprovante mostrado pelo suposto comprador. Mais tarde no mesmo dia, João vai fazer o fechamento dos caixas e percebe que algo está errado. O valor que ele deveria ter recebido da compra de alto valor não caiu na sua conta. Nesse momento João percebe que caiu em um golpe. 

Esse é apenas um dos exemplos do que pode acontecer. A conferência do extrato manual pode parecer simples, mas na correria do dia a dia pode gerar prejuízo. A boa notícia é que existem maneiras de automatizar o processo de recebimento de pagamento. Com um software adequado o lojista tem a possibilidade de criar um ecossistema de pagamento e tornar a compra mais segura e benéfica para ele e também para o consumidor. Mas como? 

Transformando o PDV em uma fintech! 

O Pix para PDV da Matera é uma possibilidade! 

As fintechs são conhecidas por oferecer soluções financeiras inéditas, menos burocráticas e mais intuitivas e é aí que entra o Pix para PDV. A solução permite que o lojista opere como uma fintech ofertando serviços e produtos financeiros, como o Pix, por exemplo, fazendo com que o dinheiro gire inteiramente dentro do seu próprio ecossistema. Para ficar mais fácil, vamos voltar para o exemplo acima do João. Se o João tivesse o Pix para PDV da Matera contratado nas suas franquias de loja de conveniência, ele não precisaria se preocupar com  a verificação manual de  recebimento dos pagamentos. Enquanto o João foca no cliente, a Matera se responsabiliza por toda a parte burocrática da licença de implementação do software que funciona através de API’s simplificadas

O João poderia lucrar muito mais, de forma segura, a cada vez que uma transação fosse realizada dentro de uma das suas lojas via Pix porque com o Pix para PDV, além de definir as próprias taxas e não ser refém de adquirentes o lojista oferece um Pix nativo onde o pagamento só é confirmado quando cai na conta, não abrindo margem para fraudes.

Não faça como o João, aproveite as oportunidades que o Pix para PDV oferece para o seu negócio. Confira o conteúdo exclusivo que preparamos para você sobre segurança do Pix.